Press "Enter" to skip to content

Notícias

Papa convoca o “Ano de São José”

Para celebrar os 150 anos da declaração do Esposo de Maria como Padroeiro da Igreja Católica, o Papa Francisco convoca o “Ano de São José” com a Carta apostólica “Patris corde – Com coração de Pai”.


Pai amado, pai na ternura, na obediência e no acolhimento; pai com coragem criativa, trabalhador, sempre na sombra: com estas palavras, o Papa Francisco descreve São José. E o faz na Carta apostólica “Patris corde – Com coração de Pai”, publicada hoje por ocasião dos 150 anos da declaração do Esposo de Maria como Padroeiro da Igreja Católica.

Ouça e compartilhe

Com o decreto Quemadmodum Deus, assinado em 8 de dezembro de 1870, o Beato Pio IX quis dar este título a São José. Para celebrar esta data, o Pontífice convocou um “Ano” especial dedicado ao Pai putativo de Jesus a partir de hoje até 8 de dezembro de 2021.

Protagonismo sem paralelo

A Carta apostólica traz os sinais da pandemia da Covid-19, que – escreve Francisco – nos fez compreender a importância das pessoas comuns, aquelas que, distantes dos holofotes, exercitam todos os dias paciência e infundem esperança, semeando corresponsabilidade. Justamente como São José, “o homem que passa desapercebido, o homem da presença cotidiana discreta e escondida”.

E mesmo assim, o seu é “um protagonismo sem paralelo na história da salvação”. Com efeito, São José expressou concretamente a sua paternidade ao ter convertido a sua vocação humana “na oblação sobre-humana de si mesmo ao serviço do Messias”. E por isto ele “foi sempre muito amado pelo povo cristão” (1).

Nele, “Jesus viu a ternura de Deus”, que “nos faz aceitar a nossa fraqueza”, através da qual se realiza a maior parte dos desígnios divinos. Deus, de fato, “não nos condena, mas nos acolhe, nos abraça, nos ampara e nos perdoa” (2). José é pai também na obediência a Deus: com o seu ‘fiat’, salva Maria e Jesus e ensina a seu Filho a “fazer a vontade do Pai”, cooperando “ao grande mistério da Redenção” (3).

Exemplo para os homens de hoje

Ao mesmo tempo, José é “pai no acolhimento”, porque “acolhe Maria sem colocar condições prévias”, um gesto importante ainda hoje – afirma Francisco – “neste mundo onde é patente a violência psicológica, verbal e física contra a mulher”. Mas o Esposo de Maria é também aquele que, confiante no Senhor, acolhe na sua vida os acontecimentos que não compreende com um protagonismo “corajoso e forte”, que deriva “da fortaleza que nos vem do Espírito Santo”.

Através de São José, é como se Deus nos repetisse: “Não tenhais medo!”, porque “a fé dá significado a todos os acontecimentos, sejam eles felizes ou tristes”. O acolhimento praticado pelo pai de Jesus “convida-nos a receber os outros, sem exclusões, tal como são”, com “uma predileção especial pelos mais frágeis” (4).

“Patris corde” evidencia, ainda, “a coragem criativa” de São José, “o qual sabe transformar um problema numa oportunidade, antepondo sempre a sua confiança na Providência”. Ele enfrenta os “problemas concretos” da sua Família, exatamente como fazem as outras famílias do mundo, em especial aquelas migrantes. Protetor de Jesus e de Maria, José “não pode deixar de ser o Guardião da Igreja”, da sua maternidade e do Corpo de Cristo: todo necessitado é “o Menino” que José continua a guardar e de quem se pode aprender a “amar a Igreja e os pobres i” (5).

A dignidade do trabalho

Honesto carpinteiro, o Esposo de Maria nos ensina também “o valor, a dignidade e a alegria” de “comer o pão fruto do próprio trabalho”. Esta acepção do pai de Jesus oferece ao Papa a ocasião para lançar um apelo a favor do trabalho, que se tornou uma  “urgente questão social” até mesmo nos países com certo nível de bem-estar.

“É necessário tomar renovada consciência do significado do trabalho que dignifica”, escreve Francisco, que “torna-se participação na própria obra da salvação” e “oportunidade de realização” para si mesmos e para a própria família, “núcleo originário da sociedade”. Eis então a exortação que o Pontífice faz a todos para “redescobrir o valor, a importância e a necessidade do trabalho”, para “dar origem a uma nova «normalidade», em que ninguém seja excluído”. Em especial, diante do agravar-se do desemprego por causa da pandemia da Covid-19, o Papa pede a todos que se empenhem para que se possa dizer: ”Nenhum jovem, nenhuma pessoa, nenhuma família sem trabalho!” (6).

“Não se nasce pai, torna-se tal”

“Não se nasce pai, torna-se tal”, afirma ainda Francisco, porque “se cuida responsavelmente” de um filho assumindo a responsabilidade pela sua vida. Infelizmente, na sociedade atual, “muitas vezes os filhos parecem ser órfãos de pai” que sejam capazes de “introduzir o filho na experiência da vida”, sem  prendê-lo “nem subjugá-lo”, mas tornando-o “capaz de opções, de liberdade, de partir”.

Neste sentido, José recebeu o apelativo de “castíssimo”, que é “o contrário da posse”: ele, com efeito, “soube amar de maneira extraordinariamente livre”, “soube descentralizar-se” para colocar no centro da sua vida Jesus e Maria. A sua felicidade está no “dom de si mesmo”: nunca frustrado e sempre confiante, José permanece em silêncio, sem lamentações, mas realizando “gestos concretos de confiança”. A sua figura, portanto, é exemplar, evidencia o Papa, num mundo que “precisa de pais e rejeita os dominadores”, rejeita quem confunde “autoridade com autoritarismo, serviço com servilismo, confronto com opressão, caridade com assistencialismo, força com destruição”.

Na décima nota, “Patris corde” revela também um hábito da vida de Francisco: todos os dias, o Pontífice reza uma oração ao Esposo de Maria “tirada dum livro francês de devoções, do século XIX, da Congregação das Religiosas de Jesus e Maria”. Trata-se de uma oração que “expressa devoção e confiança” a São José, mas também “certo desafio”, explica o Papa, porque se conclui com estas palavras: “Que não se diga que eu Vos invoquei em vão, e dado que tudo podeis junto de Jesus e Maria, mostrai-me que a vossa bondade é tão grande como o vosso poder”. A Carta apostólica “Patris corde” é acompanhada da publicação do Decreto da Penitenciaria Apostólica, que anuncia o “Ano de São José” especial convocado pelo Papa e a relativa concessão do “dom de Indulgências especiais”.

fonte:https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2020-12/papa-francisco-convoca-ano-sao-jose.html

Mensagem D. Gregório


“A graça de Deus se manifestou,
trazendo a salvação”
Contou com os cuidados de Maria e de José…
Ao cuidar de si, do próximo, do necessitado,
da Casa Comum…Você é Maria, Você é José…
Você é o humano Jesus, que se faz próximo e solidário,
especialmente neste tempo de pandemia.
Com esta Luz, renovamos nossa esperança.
Feliz Natal!

Declaração D. Gregório


Domingo, 20/12/20:

estão mantidos os horários normais de missas ou celebrações.

Com os cuidados de protocolo ainda mais conscientes, em vista do momento atual


Celebração Santa Missa Clique aqui


Para Refletir…

Celebração Santa Missa – Clique aqui


Paz e Bem!

Queridos catequistas,

Estamos celebrando neste último domingo do mês de agosto, o nosso Dia:
O Dia dos Catequistas!
Queremos deixar aqui junto com nosso pároco, Frei Elói, uma pequena homenagem para pessoas especiais que, com entusiasmo e perseverança , atendem ao chamado de Jesus para levar todos ao Seu encontro.
Carinhoso abraço.
Feliz Dia do Catequista!


Portanto, a missão do leigo é definida como presença viva do Evangelho e da Igreja no coração da humanidade.




Atualizações sobre as celebrações durante a pandemia

Clique aqui


Celebrações na Paróquia Santa Clara: oportunidade para todos e em tempo real?

INSCREVA-SE Você também!
Todos agradecem.

Clique Aqui





Para que possamos transmitir ao vivo pelo Youtube precisamos aumentar o número de inscritos se inscrevam nesse link Clique aqui




Celebração 11° Domingo do Tempo comum


Celebração Missa Corpus Christi

Tapete Virtual

Visto o delicado momento que vivemos, e a impossibilidade de nos reunirmos para fazer a tradicional decoração dos tapetes para a procissão de Corpus Christi vamos prestar nossa homenagem de forma virtual durante o dia de hoje. Segue abaixo nosso mural com imagens enviadas por nossos paroquianos.

Equipe de Eventos
Luciana Brand
Nilza Freitas Costa
Rosangela Martins Gonçalves
Magda Rezende
Notes_200610_181453_0c1-1

Ana Claudia Villa Real

1. Corpus Christi (11/06) –. Igreja Santa Clara, 09h –

Celebremos o Dom do Senhor, com toda nossa Igreja, nesta quinta, dia 11/06!

Temos o prazer de te convidar para acompanhar a celebração na igreja Santa Clara, a partir das 09h. Link estará disponível aqui no site e nas redes sociais.

Encontremo-nos como membros de nossa família particular que bendizem a comunhão com o Senhor e trazem no coração a todos, principalmente as pessoas e/ou famílias que passam por dificuldades especiais.

2. Tapetes virtuais

Enviar para: paroquiasantaclaradeassis@gmail.com

Vai uma proposta, um desafio, uma provocação à sua criatividade, amor e carinho para o “Deus conosco”… Como, excepcionalmente, neste ano não podemos enfeitar a rua, vamos enfeitar “ruas” virtuais?! Onde elas estão? Em nossa “Página”: paroquiasantaclaradeassis.online.

O que fazer: tapetes virtuais. Com quais assuntos? Tudo o que se refere o Sacramento do Corpo e Sangue de Jesus Cristo; Também de nossa paróquia; também dos santos e santas; pode-se fazer referência à família, ou a pessoas de fé; é bom fazer relação com o momento presente: pandemia, isolamento e distanciamento sociais (forma de respeito e amor); pessoas que se dedicam a vencer o medo, os males das pessoas; pessoas que cuidam dos outros; ministros da eucaristia…

Como fazer: Talvez Vc já sabe como utilizar algum app e confeccionar um tapete (colorindo-o como achar melhor – solte sua arte/fantasia). Se Vc não tem tanta intimidade com meios eletrônicos, peque um pedaço de papel, régua, lápis de cor… e pinte numa folha de papel; depois faça uma foto com o celular e mande para: <paroquiasantaclaradeassis@gmail.com> Não esqueça de escrever teu nome e outros detalhes que quiser, como a Comunidade e grupo ao qual Vc pertence…

Quanto? Tem que ser JÁ, O QUANTO ANTES. É que o tempo é pouco. Mas, façamos o que é possível em pouco tempo. Faz parte do jogo/desafio. E, não espere chegar à

perfeição… Todos estaremos assim, sem medo. Só por amor a Deus. Só pela alegria de louvar e agradecer a Quem nos congrega na unidade da mesma missão e destino e que caminha conosco…


Celebração Santa missa ao vivo – clique aqui


1. Horário da Secretaria Paroquial (atualização)

– Terças-feiras, das 13 às 18hs
– Quartas feiras, das 13 às 18hs
– Quintas feiras, das 13 às 18hs

2. Novo número de telefone da Secretaria Paroquial

(24) 2243-1700

– Nota: Por algum tempo, continuará funcionando também o número que vinha sendo utilizado: (24) 2248-8378.

3) Dízimo e/ou doações:

A ação evangelizadora da Igreja continua também e sobretudo na atual pandemia. Veja uma nova maneira de doar seu dízimo ou fazer sua doação em dinheiro: Clique em “Secretaria”, acima, na barra de ferramentas.


INVOCAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO

Todos: Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor.

Voz: Enviai, Senhor, o vosso Espírito e tudo será criado.

Todos: E renovareis a face da Terra.

Oremos: Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

Encerramento do Tempo Pascal

Oração: Concedei-nos, Deus todo-poderoso, conservar sempre em nossa vida e em nossas ações a alegria das festas pascais que estamos para encerrar. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo – Amém.

Celebração da Santa missa dia ‭31‬ de maio clique aqui





Semana Laudato Si

Acesse as orações clicando aqui


Homenagem pelo aniversário de nosso querido pároco Frei Elói


ORAÇÃO COMUM 

para o quinto aniversário da 

LAUDATO SI’ 

Deus de amor,  

Criador do céu e da terra e de tudo o que neles existe,  

Vós nos criastes à vossa imagem  

e nos tornastes administradores da vossa criação. 

Nos abençoastes com o sol, a água e a terra fértil  

para nutrir a todos.  

Abri nossas mentes e tocai nossos corações, 

para atender ao vosso dom da criação.  

Ajudai-nos a ser conscientes de que nossa casa comum 

pertence não apenas a nós,  

mas a todas as suas criaturas 

e a todas as futuras gerações  

e que é nossa responsabilidade preservá-la. 

Que possamos ajudar a cada pessoa  

garantir o alimento e os bens que necessita 

Fazei-vos presente aos necessitados nestes tempos difíceis,  

especialmente aos mais pobres  

que correm o risco de serem esquecidos.  

Transformai nosso medo e sentimentos de isolação 

em esperança e fraternidade, 

para experimentar uma verdadeira conversão do coração. 

Ajudai-nos a demonstrar solidariedade criativa 

para abordar as consequências desta pandemia global. 

Tornai-nos corajosos para abraçar as mudanças  

que são necessárias na busca do bem comum. 

Que possamos sentir, agora mais do que nunca,  

que estamos todos interligados e interdependentes. 

Fazei que possamos escutar e atender o grito da terra  

e o grito dos pobres. 

Que os sofrimentos atuais sejam as dores de parto 

para um mundo mais fraterno e sustentável. 

Oramos sob o olhar amoroso de Maria, Auxílio dos Cristãos, 

por Cristo, nosso Senhor.  

Amém. 

Celebração Santa missa:

Facebook – Clique aqui


#RezemosJuntos dia 14 de maio pelo fim da pandemia

Neste dia 14 de maio o mundo em oração para debelar o coronavírus

Será um dia de oração, jejum e invocação a Deus Criador pela humanidade atingida pela pandemia. A iniciativa, à qual aderiu o Papa Francisco, é promovida pelo Alto Comitê para a Fraternidade Humana.

Giancarlo La Vella – Cidade do Vaticano

Em um vídeo distribuído em várias línguas, o Alto Comitê para a Fraternidade Humana, presidido pelo cardeal Miguel Angel Ayuso Guixot, exorta os irmãos que creem em Deus Criador a dedicar neste dia 14 de maio um momento de recolhimento, para que o Altíssimo olhe para o mundo que enfrenta o grave perigo da Covid-19 e para que preserve a humanidade, ajude-a a superar a pandemia, restaure a segurança, a estabilidade, a saúde e a prosperidade, e torne nosso mundo, uma vez eliminada essa pandemia, mais humano e mais fraterno.Ouça e compartilhe

Por ocasião da oração do Regina Coeli, no último dia 3 de maio, o Papa Francisco deu o seu apoio à iniciativa, pronunciando estas palavras:

“Sendo a oração um valor universal, acolhi a proposta do Alto Comitê para a Fraternidade Humana para que no próximo dia 14 de maio, os crentes de todas as religiões se unam espiritualmente em um dia de oração e jejum e obras de caridade, para implorar a Deus que ajude a humanidade a superar a pandemia do coronavírus. Lembrem-se: no dia 14 de maio, todos os crentes juntos, crentes de diversas tradições, para rezar, jejuar e fazer obras de caridade”.

Por sua vez, o presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, cardeal Miguel Angel Ayuso Guixot, comentando a vontade do Papa de acolher a proposta do Alto Comitê, notou como esta pandemia seja uma oportunidade para enraizar no nosso futuro o valor da fraternidade e da coexistência comum. E sobre a adesão de inúmeras personalidades a esse chamado, primeiro entre todos o secretário-geral das Nações Unidas, quis ressaltar que como seres humanos somos uma única grande família e por isso – disse – “é bom que a partir da fé dos líderes religiosos, através de grupos e responsáveis pela vida social e política, haja um momento de oração e solidariedade para invocar o fim dessa pandemia”. 



Transmissão Santa Missa:

Assista pelo facebook no link abaixo:

Clique aqui


Transmissão – Celebração Santa Missa


Transmissão Santa Missa 26 de abril

Assista também:
YouTube – Devido a instabilidades técnicas hoje transmitiremos somente via facebook
Facebook – Clique Aqui

Celebração Domingo de Páscoa – Páscoa Cristã

YouTube – Clique aqui
ou
Facebook – Clique aqui

Celebração – Sábado Santo – Vigília Pascal

YouTube – Clique aqui
ou
Facebook – Clique aqui

Celebração – Sexta-feira Santa

Nota: Infelizmente a transmissão ao vivo pelo YouTube teve um contratempo técnico segue abaixo gravação para que todos possam compartilhar esse momento.

YouTube – Clique aqui
ou
Facebook – Clique aqui

Missa Quinta-feira Santa

Facebook – Clique aqui
ou
Youtube – Clique aqui

RAMOSTRÍDUO PASCALPÁSCOA

CELEBREMOS ON-LINE E AO VIVO!
Paróquia Santa Clara unida em Cristo!

  • Envolva os familiares, convide amigos
  • Arrume com carinho o local
  • Destaque os símbolos indicados
  • Una-se aos paroquianos, em oração

Atenção para:

1. Os horários

2. Os símbolos (cada família ou pessoa arrume com carinho o local, destaque os símbolos, e una-se em oração)

PROGRAMAÇÃO

Domingo de Ramos (05/04)

Horário: 09h
Símbolo: Ramos

Ou acesse pelos links abaixo

Facebook Clique aqui

Youtube Clique aqui

Quinta-Feira Santa – mandamento, eucaristia, sacerdócio (09/04)

Horário: 19h
Símbolo: Pão e vinho (ou suco de uva)

Sexta-Feira Santa – Paixão e Morte de Jesus Cristo (10/04)

Horário: 15h
Símbolo: Cruz

Sábado Santo – Vigília Pascal (11/04)

Horário: 19h
Símbolo: Vela e água

Domingo da Páscoa – Páscoa cristã (12/04)

Horário: 09h
Símbolo: Vela, pão, vinho (ou suco de uva) e cruz

.

Província lança Podcasts: solidariedade em tempos de pandemia

Conforme já tem realizado em outros momentos fortes da vida da sociedade e da Igreja, a Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil dá continuidade, hoje (02.04),  a uma série de Podcasts que abordam o tema da pandemia do novo coronavírus. A iniciativa é uma parceria entre o Serviço Franciscano de Solidariedade (SEFRAS) e a Fundação Cultural Celinauta, de Pato Branco, PR. De acordo com o Secretário de Evangelização da Província e apresentador da série, Frei Gustavo Medella, a ideia é levar aos ouvintes informação e formação, abordando o assunto a partir de diferentes pontos de vista.

“Uma situação grave e inédita desta natureza provoca muitas perguntas que precisam ser respondidas de forma ágil e imediata. É como se a humanidade fosse desafiada a trocar o pneu de um carro com ele em movimento. Sendo assim, nossa intenção é oferecer aos ouvintes mais elementos para sua reflexão pessoal a partir de temas ligados à vida da Igreja e da Sociedade sob o ponto de vista de profissionais ligados a diferentes áreas do saber, desde a espiritualidade, a psicologia, o franciscanismo, a assistência social, entre outras”, explica Frei Gustavo.

Os episódios serão oferecidos por etapas.

Fonte: franciscanos.org.br

OUÇA NO SOUNDCLOUD

Link para o Podcast no Spotify

OFS (Ordem Franciscana Secular)

São fraternidades que se comprometem a viver o Evangelho de Jesus Cristo à maneira de São Francisco de Assis no estado secular.

Em nossa paróquia temos a Fraternidade Nossa Senhora dos Anjos nascida em 03 de dezembro de 2006 na Paróquia de Santa Clara, em Petrópolis, pelo desejo do coração do saudoso Frei Alberto Beckhäuser e acompanhada na sua formação pelo irmão Paulo Machado. Para conhecer mais vá até o site deles e confira o conteúdo, orações e mais da maneira franciscana de ser.

Fraternidade Nossa Senhora dos Anjos


Indulgência plenária – Bênção Urbi et Orbi – PAPA FRANCISCO – 27 de Março 2020

Leia o Texto na integra>>>>>