Press "Enter" to skip to content

Pároco

IGREJA DOMÉSTICA EM REDE
Para acompanhar a Missa

Nada substitui o presencial. Somos corpo. Somos terra, somos água, somos carne e osso. Com o corpo nos comunicamos. O corpo possibilita encontro. E, em Jesus Cristo, proclamamos a encarnação de Deus.

Mas, muitas pessoas já acompanhavam a Missa pela TV ou pelas redes sociais, por várias razões. A atual pandemia e o desenvolvimento técnico fizeram com que este número se multiplicasse .

Para uma melhor vivermos as celebrações eucarísticas, aproveitemos a experiência já acumulada, que pode ser expressa, nos seguintes pontos:

1 – Prepara a tua mente

Não é uma transmissão qualquer. É a Santa Missa, a entrega por amor. Toma consciência do que será transmitido.

2 – Prepara o teu espírito

Entra no clima, como se estivesse entrando na Igreja. Convida o Senhor para visitar a tua casa, teu apartamento, teu coração.

3 – Prepara o teu corpo

Que o exterior corresponda ao interior. Tira o pijama! Levanta-te da cama! Arruma-te!

4 – Prepara a tua casa

Cria ambiente: uma vela, o crucifixo, a Bíblia aberta. Tua casa ou apartamento é a Igreja doméstica!

5 – Convida

Reúna tua família ou quem puder ou quiser estar contigo para rezar junto ou colaborar. Concentre-se, entre em clima de silêncio/escuta.

6 – Reza, canta e silencia junto

Segue a Missa respondendo e cantando junto! Pede ao teu Anjo da Guarda para levar as tuas intenções e colocá-las no Altar.

7 – Acompanha a Liturgia da Palavra

Escuta o que Deus está te dizendo! Se quiser e puder, acompanha as leituras pela Bíblia ou no celular.

8 – Acompanha a Liturgia Eucarística

Ofereça. Cristo se faz presente com seu corpo, sangue, alma e divindade! A consagração é um grandíssimo milagre! Ajoelha-te neste momento ou faça uma reverência.

9 – Faz a tua Comunhão Espiritual

Não podendo comungar sacramentalmente, pense: a Missa nasceu de uma refeição sagrada; o comer nos une à criação, nos irmana. O Corpo de Senhor é sua Igreja. Diga “amém”, ou seja, diga um “sim”: acolha a Vc, às pessoas, ao mundo! Entra em comunhão, celebre a comunhão, deseje a comunhão!

10 – Benção final

Dá graças a Deus. Faz o sinal da Cruz. Manda uma mensagem de paz e confiança para outras pessoas.

Fontes (com adaptações): https://comshalom.org/10-conselhos-para-participar-da-missa-transmitida-pela-tv-ou-pela-internet/. https://arquidiocesejuizdefora.org.br/como-se-preparar-para-a-missa-em-casa-durante-a-quarentena/

Atualizações sobre as celebrações durante a pandemia

Paz e bem,

  • A partir do próximo domingo, 02/08, retomamos as missas em nossas (Santa Clara) comunidades, nos horários de costume
  • Na sede, porém, só às 09 (com transmissão) e às 18:30.

MAS, como o perigo não foi afastado, devemos manter o protocolo sanitário:

  • às pessoas com alguma fragilidade de saúde, idade avançada, crianças e adolescentes: aconselha-se que permaneçam em casa e de lá, por ora, acompanhem a oração.
  • distância de 1,5 a 2 metros, nas igrejas (adequar o ambiente);
  • uso obrigatório de máscara, também para os leitores;
  • álcool em gel 70 na entrada (só álcool, para microfones) (providenciar); passar nas mãos (oferecer);
  • Manter o máximo de ventilação nas igrejas;
  • falar só o necessário e com certo distanciamento;
  • a comunhão seja recebida na mão e no lugar em que Vc se encontra;
  • ofertas: fazer no início ou no final da missa em dispositivo colocado junto à porta de entrada;
  • celebrações (missas) com ritual sóbrio;
  • onde só tem uma missa no domingo, preparar a igreja na sexta ou no sábado seguinte.

No mais, atender às orientações do Frei q presidirá a missa.

Votos de saúde – fr.Piva

Tempo de solidariedade

Caros amigos e irmãos na fé,

cumprimento a todos Vocês neste quarto domingo da quaresma, Dia do Senhor. Desejo que a Paz e o Bem estejam em seus corações e fortaleça a feliz esperança que carregamos – dom do Senhor!

Submetemo-nos a uma quarentena. Impomo-nos um distanciamento social. Mantém-nos, porém, unidos na amizade e na caridade a fé e a comunhão no Senhor. Aí está a Igreja. Orienta-nos a missão do testemunho de comunhão fraterna. Mais que o medo, é a solidariedade que nos impele. Fazemos as contas com a capacidade de defender-nos do ataque deste vírus. Mas não é só e nem principalmente por causa dele que recuamos. Ajustamos as contas ao dinheiro. Mas não é só e nem principalmente por causa delas e dele que nos ajustamos. O medo nos faz, sim, sofrer. A solidariedade, particularmente em relação aos mais acossados pela necessidade, faz-nos sofrer bem mais – é verdade! Contudo, um impulso vindo do alto nos leva à dedicação ao próximo. O Espirito Santo é que nos vitaliza e revitaliza, uma vez que nos garante a bênção de Alguém pelo qual vivemos e em nome de quem construímos um mundo melhor. Seu amor em nós derramado possibilita-nos perceber e aproximar-nos do olhar de Jesus, hoje evidenciado em nossas orações dominicais, ao recordamos a cura de um cego de nascença. Nele, Jesus manifesta a ação e a luz do olhar divino. Dando-lhe a visão, dá-lhe igualmente a liberdade e a autonomia para agir a partir de Seu olhar bondoso e misericordioso. Assim, os dias de distanciamento social são também dias que possibilitam aproximação de nossos familiares e das pessoas próximas a nós! Paradoxalmente, a reclusão alarga nossa percepção de que dependemos uns dos outros, de que tudo está interligado. Leva-nos, pois, a uma percepção e a um coração abertos aos outros, a sermos ouvintes e colaboradores. A reclusão é, portanto, também um exercício quaresmal que nos possibilita vislumbrar a luz pascal.

E, nesse quadro, à nossa disposição, os meios eletrônicos! Ainda mais valorizados! Um instrumento para vencermos mais fácil e rapidamente o mal que nos fere de morte. Deles fazemos uso, também nesta comunicação. Ademais, contribuirão para que demos um salto na possibilidade e na qualidade de nossa comunicação – comunicação que manifesta e reforça nossos laços de pertença comunitária para a missão. Construamos, pois, o endereço eletrônico que nos conduza a uma sala de encontro fraterno! Somos os artífices e os beneficiados! Enfeitemos, pois, a sala! Iluminemo-la com a luz de nosso olhar e do olhar de Jesus!

Vejam o bom subsídio preparado e distribuído pela CNBB – Celebrar em família o dia do Senhor – IV Domingo da Quaresma – Ano A. Tenho certeza que pode contribuir na oração dominical! Vocês o encontram aqui mesmo, nessa Página/endereço.

Um informação: Nossos irmãos que cuidam da sede paroquial e respondem pela Secretaria também estão em quarentena até dia 06/04 – ou até segunda ordem. Nesse período, para alguma comunicação, por gentileza, dirigir-se à Secretária, Natália, pelo tel. cel/Whatsapp 24/98882-9529; ou a Frei Elói, pelo tel. cel./Whatsapp 24/98145-0044.

Outros informes futuros serão partilhados aqui (e por grupos de WhatZapp).

A você e a todos, apesar de sofrido, fecundo condicionamento em prol de nossa vida e da vida de todos, principalmente das pessoas que se encontram em grupo de maior risco.

Fr. Elói D. Piva/pároco